TOP 5 Galeria de Arte em Londres - Bate Papo Blog

TOP 5 Galerias de Arte em Londres

TOP 5 Galeria de Arte em Londres | Galeria de Arte em Londres | Turistando em Londres | Turismo em Londres | O que fazer em Londres | Conhecer Londres Se você é um amante da arte, você tirou a sorte grande no seu turismo em Londres. A capital britânica possui diversas galerias de arte…

TOP 5 Galeria de Arte em Londres | Galeria de Arte em Londres | Turistando em Londres | Turismo em Londres | O que fazer em Londres | Conhecer Londres

Se você é um amante da arte, você tirou a sorte grande no seu turismo em Londres.

A capital britânica possui diversas galerias de arte que são simplesmente fascinantes!

Eu separei apenas as 5 mais famosas e mais visitadas para que você possa descobrir um pouco mais sobre cada uma delas.

Fazer esse tipo de turismo em Londres é um privilégio pois a grande maioria dos outros países do mundo cobram ingresso para visitação.

Como por exemplo a França com as galerias de arte em Paris. Geralmente os ingressos são bem caros impossibilitando que a maioria das pessoas entrem e apreciem a arte exposta na galeria, enquanto as galerias de arte em Londres são gratuitas e atraem muitos turistas anualmente, além dos curiosos para esse mundo tão seleto.

Outro ponto positivo é que as Galerias de arte em Londres da rede TATE oferecem de forma gratuita um transfer entre as duas galerias. O transfer é feito por barco no Rio Tamisa. Imperdível não é mesmo?!

Confira a lista das 5 galerias de arte em Londres, que você deve conhecer mesmo se não gostar tanto assim de arte.

01- NATIONAL GALLERY – Essa é a maior e principal galeria de arte do país, fica localizada na Trafalgar Square em um belíssimo edifício por dentro e por fora. Não cobra ingresso, porém é necessário a realização de reserva.

02- NATIONAL PORTRAIT GALLERY –  Essa é uma galeria com exibições de quadros, fotografias, caricaturas e esculturas de pessoas que são ou foram importantes para o Reino Unido. Fica localizado em St. Martin’’s Place.

03- TATE MODERN – É a maior galeria de arte moderna do país e uma das maiores do mundo. Além disso, seu prédio que antigamente era uma fábrica, ainda oferece um visual incrível da cidade com um esplendido rooftop. Está localizada em frente a Millenium Bridge.

04- TATE BRITAIN – Com uma arquitetura incrível essa galeria deve ser visitada para aqueles que desejam conhecer mais sobre pessoas que marcaram a história do país. Suas galerias de exibições são divididas de acordo com a data que aconteceram momentos históricos. Localizada em Millbank Westminster. 

05- QUEEN ‘S GALLERY – Galeria da Rainha como é conhecida em português, fica localizada ao lado do Palácio de Buckingham. São exibidas obras de arte, esculturas e quadros que pertencem à coleção pessoal da Rainha Elizabeth II.  Essa é a única da lista de galeria de arte em Londres que cobra ingresso para a entrada.

Conheça melhor cada uma das galerias de arte em Londres abaixo:

A National Gallery é a galeria de arte mais importante de Londres, com uma arquitetura lindíssima e com muitas obras de arte imperdíveis, sem dúvida um lugar que você precisa conhecer em Londres  

Durante seu passeio na cidade, você certamente irá passear na Trafalgar Square e irá notar ao fundo um lindo prédio que se destaca, essa é a Galeria  Nacional de Arte (National Gallery).

Essa Galeria é o museu de arte mais importante de Londres. Sendo um dos mais reconhecidos e prestigiados no mundo.

A National Gallery foi fundada em 1824, ele abriga uma coleção de mais de 2.300 pinturas que datam de 1250 a 1900. 

Em 2019, ficou em sétimo lugar na lista dos museus de arte mais visitados no mundo.

A maioria das Galerias de Arte espalhadas pelo mundo costumam cobrar ingressos para visitação, felizmente essa galeria tem entrada gratuita.

Possui um edifício impressionante tanto por dentro quanto por fora, e mesmo que você não seja um grande fã de arte, super vale a pena uma visita!

O que você vai encontrar na Galeria?

A Galeria Nacional de Londres expõe apenas quadros e ao contrário de outros museus de arte, a Galeria Nacional não possui objetos decorativos e esculturas, suas coleções focam no mundo da pintura e artistas de renome mundial.

A coleção permanente exibe muitos artistas que deixaram seu nome gravado na história,  entre as obras mais famosas estão as de Rembrandt, Tiziano, Velázquez, Van Gogh e Leonardo da Vinci.

Horário de Funcionamento: Todos os dias das 10 am até 6pm.

Estação de Metrô: Charing Cross , Embankment, Leicester Square

Lugares próximos: Admiralty Arch, National Portrait Gallery, Covent Garden, Chinatown e Piccadilly Circus.

Esta galeria de arte expõe uma grande coleção composta pelos retratos dos personagens britânicos mais famosos da história. Com um grande destaque para as obras da família Tudor.

A coleção

A coleção de retratos foi fundada em 1856 com a intenção de reunir retratos dos personagens mais importantes e poderosos da Grã-Bretanha, que inspiraram outros. Embora no momento em que a coleção começou só pudessem ser incluídos personagens falecidos, na atualidade esta norma deixou de ser válida.

A coleção é formada por diferentes elementos, entre os quais podemos encontrar fotografias, pinturas, caricaturas, desenhos e esculturas que não são necessariamente excepcionais obras de arte, mas que têm um grande valor por serem conservadas como documentos históricos ou como curiosidades de grande antiguidade. 

As exposições

Os retratos estão organizados cronologicamente, começando pelo andar superior, onde podemos.

A galeria inferior exibe retratos contemporâneos desde 1990 em diante, além de algumas exposições temporais. 

Embora o National Portrait Gallery esteja à sombra da vizinha National Gallery, é um museu muito interessante no qual se podem ver alguns dos capítulos mais importantes da história inglesa através dos retratos dos personagens mais famosos das diferentes épocas. 

Horário de Funcionamento: Todos os dias, das 10:00 às 18:00 horas (quintas e sextas até as 21:00 horas).

Estação de Metrô: Charing Cross, linhas Northern e Bakerloo; Leicester Square, linhas Northern e Piccadilly.

Lugares próximos: National Gallery, Trafalgar Square, Chinatown e Piccadilly Circus.

Tate Modern

O Tate Modern é o Museu de Arte Moderna internacional mais importante do Reino Unido e o mais visitado em todo o mundo na sua categoria. 

O Museu Nacional Britânico de Arte Moderna, mais conhecido como Tate Modern, é o museu de arte moderna mais visitado do mundo, superando o MoMA de Nova York e o Museu Reina Sofía de Madri. Ele recebe mais de 5 milhões de visitas ao ano e  faz parte do grupo de galerias Tate junto com Tate Britain, Tate Liverpool, Tate St Ives e Tate Online. Tem sede na antiga Estação de Energia Bankside (Bankside Power Station), bem pertinho da Catedral de São Paulo. E a possui uma coleção nacional de arte britânica desde 1900 até os dias atuais. Além de muitas obras internacionais de arte moderna e contemporânea. 

É um dos maiores museus de arte moderna e contemporânea do mundo. Felizmente assim como acontece com outras galerias e museus nacionais no Reino Unido, tem entrada gratuita para a maior parte da galeria, porém há outras áreas que é necessário a compra de ingresso para ter acesso a outras exposições temporárias. 

O Edifício e as exposições

A coleção permanente do Tate Modern, está localizada entre o terceiro e o quinto andar do edifício, é uma das mais completas do mundo, e possui obras dos artistas mais relevantes do século XX, como Pablo Picasso, Andy Warhol, Salvador Dalí, Edvard Munch e muitos outros.

As outras exposições, algumas delas temporárias, estão divididas entre o quarto andar e o átrio principal do museu, um enorme espaço onde antigamente estavam as turbinas da central elétrica. 

E não deixe de visitar o sexto andar que tem um espaço aberto com um visual incrível da cidade!

A Tate Modern foi originalmente projetada por Sir Giles Gilbert Scott, e construída em duas etapas entre 1947 e 1963. A usina foi fechada em 1981.

Antes da reconstrução, a estação de energia era um edifício de estrutura basicamente de aço e tijolos com uma chaminé central com 99m de altura. A estrutura foi dividida em três áreas principais: o enorme Salão da Turbina principal no centro, com a casa da caldeira ao norte e a casa de distribuição ao sul.

A Tate Modern foi inaugurada pela Rainha Elizabeth I em 11 de maio de 2000. 

Horário de Funcionamento: De domingo a quinta, das 10.00 às 18:00 horas. Sextas e sábados, das 10:00 às 22:00 horas.

Estação de Metrô: Southwark

Lugares próximos: Shakespeare’s Globe Theatre, St. Paul’s Cathedral, The Old Operating Theatre, The Shard e The Monument. 

Tate Britain

Inaugurado em 1897, o Tate Britain possui a maior e mais espetacular coleção de arte britânica do mundo

Tate Britain é a galeria mais antiga da rede Tate, e abriga uma enorme coleção de arte do Reino Unido especializada em arte de artistas britânicos, com destaque especial para as obras de arte desde a época da dinastia Tudor. Além de ter um grande acervo, como as obras de JMW Turner, que deixou toda sua coleção de presente/legado para a nação. Transformando ele em  um dos maiores museus do país.

A galeria fica localizada em Millbank, e no local funcionava uma antiga Prisão. 

A galeria foi inaugurada em 21 de julho de 1897 como a Galeria Nacional de Arte Britânica. No entanto, desde o início era sempre citada como Galeria Tate, em homenagem a seu fundador Sir Henry Tate, e em 1932 ela oficialmente adotou esse nome.

Antes do ano 2000, a galeria abrigava e exibia coleções britânicas e modernas, mas com o lançamento da Tate Modern as coleções modernas da Tate se mudaram para lá, enquanto a antiga galeria de Millbank passou a ser dedicada à exibição de arte britânica histórica e contemporânea. Como consequência, foi renomeado para Tate Britain em março de 2000.

Dentro da Galeria

A coleção permanente de arte britânica é exposta de forma cronológica, oferecendo algumas salas dedicadas a um só artista e outras que apresentam a arte em um contexto histórico.

A coleção permanente está dividida em três seções diferentes:

  • Arte histórica britânica: São expostas obras do período compreendido entre 1500 e 1900. Nessas salas se destacam alguns retratos da época dos Tudor e dos Stuart e muito mais
  • Arte moderna britânica: São expostas obras do período compreendido entre 1900 e 1960. 
  • Arte contemporânea britânica: São expostas obras desde 1960 até a atualidade. 

Se você decidir visitar as duas galerias, uma seguida da outra, uma das melhores formas de chegar ao Tate Britain é com o Tate Boat, um barco que une as duas galerias para facilitar o passeio.

Barco: o Tate Boat circula a cada quarenta minutos pelo rio Tâmisa, entre o Tate Modern e o Tate Britain.

Estação de Metrô: Pimlico, linha Victoria.

Lugares próximos: Abadia de Westminster, Palácio de Westminster, Big Ben, St James’s Park e Imperial War Museum. 

Galeria da Rainha

A Galeria da Rainha no Palácio de Buckingham é um espaço permanente dedicado a várias exposições da Coleção Real – uma coleção surpreendente e que abrange desde pinturas, esculturas e muitas outras obras de arte, além de possuir uma série de tesouros inestimáveis, mantidos em confiança para a nação pela Rainha. Esse é um local popular para os visitantes de Londres que adoram arte requerem saber como e dentro na casa da Rainha..  


Originalmente criada em 1831 dentro do Palácio de Buckingham com vista para o jardim, o conservatório foi convertido em uma capela privada a pedido da Rainha Vitória em 1843, mas infelizmente foi destruído durante um ataque aéreo em 1940.

Por sugestão da Rainha Elizabeth II e do Duque de Edimburgo, a capela em ruínas foi reconstruída como uma galeria para a Coleção Real em 1962.

Redesenhada para marcar o Jubileu de Ouro, em comemoração dos 50 anos do reinado da monarca. Com um o novo pórtico da entrada, o arquiteto usou um design semelhante  ao design de John Nash para o Quadrilátero do Palácio de Buckingham. No alto de cada lado do saguão de entrada, há dois frisos (simbolizando o reinado da Rainha) e quatro painéis em relevo (representando os Santos Padroeiros do Reino Unido).

 O Palácio de Buckingham tem mais de 150 anos de tradição e a mais recente adição foi uma expansão no valor de £ 20 milhões para expandir e modernizar a Galeria. Em 1997, foi realizada uma reforma com  a criação de uma nova entrada, melhorando o acesso, tornando os espaços da galeria mais flexíveis e adicionando controles de temperatura ambiente de última geração.

A Galeria da Rainha foi inaugurada pela Rainha em maio de 2002, e hoje sendo admirada por turistas de todos os lugares do mundo.

Informação importante

Horário de Funcionamento: De Quinta a Segunda das 11am até 6:30pm
Estação de metrô: Victoria Station, Green Park Station, St James’s Park Station e Hyde Park Corner Station

  • Proibido comer, beber e fumar no interior
  • Última entrada às 16:15
  • Essa Galeria de Arte é a única das 4 acima que cobra ingresso para visitação. Para mais informações e reservas, clique aqui.

Leia também nosso artigo sobre os 5 museus imperdíveis em Londres e as informações importantes para chegar em Londres.

Similar Posts

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.